Autor: Camila Bortolozo

Hoje falaremos sobre um assunto muito importante no desenvolvimento dos seus filhos, o sono infantil. Você se preocupa com a qualidade do sono do seu filho ou o tempo que ele dorme? Separei aqui algumas dicas e informações que todo pai e mãe precisam ter consciência.

sono infantil

Em primeiro lugar, gostaria de mencionar porque a importância de boas horas de sono. Durante este momento de descanso é onde o cérebro organiza todas os aprendizados obtidos durante o dia e possa os memorizar, por isso, devemos dar atenção principalmente aos bebês, que estão descobrindo a todo momento novos sons, texturas e cores.

Outro fato que vale a pena ser mencionado, é que durante o nascimento até os 21 anos de idade acontece um período de maturação: o crescimento somático e desenvolvimento dos órgãos, principalmente do cérebro. Sendo assim, esse período pede que os sono seja regulado para que se possam organizar todas essas atividades que o corpo está produzindo.

Veja a seguir algumas atitudes que podem garantir um bom sono infantil:

1. Rotina do sono

Obter uma rotina é essencial! Isso condiz em todos os dias ter os horários exatos para dormir e acordar, incluindo o cochilo da tarde. Tente adaptar isso a sua rotina e não mudar essa atividade de ritmo quando chega o final de semana.

Os cochilos devem acontecer após o almoço. Não é indicado que sejam feitos das 9h ao 12h, nem das 17h as 19h, são horários que podem atrapalhar no sono da noite.

2. Separar a noite do dia

sono infantil

Para garantir um sono infantil de qualidade é preciso deixar claro ao seu filho a diferença do dia e da noite. O dia é mais ativo, deve-se aproveitar a luz do sol e fazer atividades mais agitadas.

De noite, defina atividades mais tranquilas para a criança, para desacelerar. Determinar um horário para dormir e acordar também o ajuda a entender estes períodos do dia.

Para os pais, evitem colocar na sua rotina atividades que deveriam ser feitas durante o dia, mesmo que a criança já esteja dormindo. Exemplo disso é não fazer barulhos muito altos, como conversas ou usar o aspirador de pó. Parece algo simples, mas é muito importante até para nós mesmos.

3. Luzes e o sono infantil

Esse é um dos principais fatores a serem levados em consideração, procure desligar a TV, evitar contato com smartphone e tablets antes do sono. As luzes inibem a produção de melatonina, o hormônio do sono. O indicado é desligar o pequeno desses aparelhos ao menos 1 hora antes de dormir.

A luz ambiente no quarto também conta aqui, deixe as luzes apagadas e se quiser deixar alguma penumbra é indicado uma luz suave e na cor azul. Isso ajuda, e muito, a relaxar.

4. Alimentação

criança comendo papinha

Procure dar alimentos mais leves ao seu filho, pois assim a digestão é feita mais facilmente. Em caso de crianças mais velhas, evite dar líquidos pelo menos uma hora antes de dormir, assim o sono não será interrompido pela vontade de fazer xixi.

Veja aqui 7 dicas para uma alimentação saudável na infância

Lembrando que alguns líquidos dados a noite podem tirar o sono, como por exemplo chás com cafeína, refrigerantes e até mesmo alguns alimentos como o chocolate.

Você conhece o terror noturno em crianças?

terror noturno - sono infantil

Já passou pela situação em que seu filho acorda muito agitado, chorando muito ou emitindo sons estranhos e nada o acalma? Esse é o terror noturno. Muitas vezes é mais assustador para os pais do para as crianças, isso porque a criança não lembra do ocorrido. Ele é caracterizado pelas seguintes reações na criança:

  • Sentar-se na cama
  • Gritar
  • Ter uma expressão facial de medo intenso
  • Chutar ou se debater
  • Apresentar sudorese
  • Ser difícil para acordar e, se acordar, ficar confusa
  • Apresentar uma respiração anormal e batimento cardíaco acelerado
  • Chorar inconsolavelmente
  • Ficar com os olhos bem abertos e olhar fixo
  • Levantar da cama e correr dentro ou ao redor da casa
  • Ficar agressivo (mais comum em adultos).

Quando isso acontece é recomendado que os pais mantenham a calma e esperem passar, estas crises podem durar até 15 minutos. Por precaução é recomendado retirar do ambiente objetos pontiagudos e que podem machucar a criança, e até mesmo manter janelas e portas bem trancadas.

terror noturno - sono infantil

O que causa esse episódio é normalmente decorrente de um estado emocional ou situações fora do corriqueiro. Isso incluí estresse, dormir em lugares não familiares, extremo cansaço, febre ou enxaqueca, até mesmo alguns tipos de medicamentos.

Outro fator que conta muita para essas crises é muito agito antes do sono infantil, então entramos novamente na questão da rotina, a importância de manter uma rotina pré sono, que conte com atividades que relaxem a criança e que a hora de dormir não saia dos horários habituais.

O terror noturno pode acontecer por questões genéticas também, crianças que tem familiares com sonambulismo têm grandes chances de passar por esta situação.

Os fatores fisiológicos que influenciam para que o terror aconteça é o fato de que o sistema nervoso central está em desenvolvimento, o que faz com que o cérebro não consiga diferenciar o estar dormindo do estar acordado.

Não existe diagnóstico e raramente este quadro pode ser considerado grave. Ele vai dissolvendo com o tempo, normalmente cessa quando chega a adolescência. Então, o mais indicado é seguir a rotina do sono e se manter atento quanto as dicas dadas anteriormente.

Curtiu este post sobre o sono infantil ? Você também pode gostar do post sobre Homeopatia em crianças, aqui.


Fontes: Aliança Pela Infância, Revista crescer, Semana do Sono, Bebe Abril e Minha Vida.
Compartilhar

Você também pode gostar

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *